Consignado Recém ou Novo Aposentado

Mesmo sem ter resposta oficial do INSS e aposentadoria autorizada, recém aposentados são assediados por financeiros e bancos que parecem ter informações privilegiadas do INSS

Consignado para recém ou novo aposentado do INSS – Será que é possível pegar um empréstimo consignado antes mesmo de estar aposentado pelo INSS? Isso é o que o MPF quer apurar. Não é hoje que o vazamento de dados de beneficiários do INSS anda de mão em mão nos telemarketings de pastinhas, correspondentes, lojas de crédito, bancos e financeiras.

A rotina no setor de aposentadoria do INSS não para, todos os dias são centenas de trabalhadores e cidadãos que terão suas aposentadorias por tempo de serviço, pensão ou outras formas autorizadas pelo governo. O mais estranho nesse processo é que os trabalhadores estão dando entrada em suas aposentadorias, e mesmo antes de concluí-las, são bombardeados por dezenas de ofertas de venda de empréstimo consignado.

Notou o detalhe? Mesmo sem ter resposta oficial do INSS e aposentadoria ser autorizada. Parece que temos uma rede de influenciadores que detém informações privilegiadas que somente o órgão do INSS deveria ter. Devido ao número de denúncias o Ministério Público resolveu intervir e descobrir o que esta realmente acontecendo.

Consignado Recém Aposentado

Ter que acreditar que esses trabalhadores que estão dando entrada no pedido de aposentadoria (recém aposentado) já são vitimas de telemarketing das financeiras, antes de serem autorizados completamente e se tornarem aposentados é sem dúvidas algo horripilante.
Consignado Recém AposentadoNo entanto… não é difícil entender porque o vazamento de informações como estas acontecem. Esse mercado de empréstimo consignado movimenta milhões de reais e, muita gente ganha dinheiro com isso, muita mesmo – direta e indiretamente.

Essa ação de investigação, na minha opinião já deveria ter acontecido pelo menos a uns 5 anos atrás ou mais. É difícil compreender que somente agora com o mercado maduro, inclusive maduro até demais, as denúncias com essas ocorrências irão ser investigadas pelo Ministério Público.

A pergunta que não quer calar é: Como que pessoas sem autorização tiveram ou tem acesso a informações tão sigilosos como a futura aposentadoria de um cidadão que está em andamento no órgão oficial e que somente eles tem acesso? Pensar em quem esta fornecendo ou consegue estas informações sigilosas coloca em xeque toda a estrutura de informação do INSS – Órgão responsável pela emissões das aposentadorias no Brasil.

Não é de hoje que o assédio aos aposentados e pensionistas do INSS já conhecido por todos, a novidade do momento é o assédio aos trabalhadores que ainda vai se aposentar (recém aposentado), é o fim da picada. O que o cidadão comum desconhece é que nos últimos anos além das lojas de crédito, correspondentes, pastinhas de rua e home-offices, as financeiras e bancos também entraram no jogo, e disputam com seus próprios parceiros.

A corrida acirrada pelo novo cliente, vale tudo, visto que os aposentados e pensionistas antigos estão completamente tomados, ou seja, impedidos de fazer novos operações de consignados ou refinanciamentos – então quem chegar primeiro leva –, e na guerra vale tudo, inclusive conseguir acesso as informações sigilosas com antecedência, como dados e informações pessoais de futuros aposentados.

Esse tipo de informação – dados pessoais, detalhes do processo no INSS – só podem ser compartilhados com autorização de quem pediu a aposentadoria ou esta concedendo a aposentadoria. Portanto, o Ministério Público está investigando como esses dados estão sendo repassados para instituições financeiras que nem estão ligadas com o pagamento do benefício.

Quem recebe proposta de ofertas de empréstimos consignados não precisa se preocupar com nada – “Eles possuem todas as informação necessárias para a conclusão de um consignado, aquele que desconta as parcelas na folha de pagamento“.

Dados como tipo de aposentadoria, banco pagador, valor do benefício que ainda vai ser pago, endereço, telefone, nome de pai, nome de mãe, data de nascimento, estado civil – tudo! Até quebra de CadSenha é possível via sistema e muito mais está ao alcance das instituições.

Em geral o aposentado só precisa dizer “sim”. Para oferecer empréstimos para aposentados não é difícil deduzir onde conseguir as informações, mas…, quem passa informações de recém-aposentados ou que estão na fila de aposentadoria para as financeiras e bancos?

O fato é que muitos ficaram alarmados, tanto que beneficiários recém-aposentados, inconformados por serem procurados por bancos e financeiras para fazerem empréstimos consignados, decidiram denunciar os casos. Com tanta denuncia, o jeito foi o Ministério Público Federal abrir investigação.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, é proibido o compartilhamento desses tipos de informações, sem a autorização prévia do cliente.

Já a investigação do Ministério Público, pretende entender como informações de pré e recém aposentado do INSS estão se espalhando entre as dezenas de instituições financeiras de primeira e segunda linha, até mesmo instituições que nada tem a ver com o recebimento do INSS e pagamento ao beneficiário.

Conforme nota do INSS, os dados sigilosos dos segurados são mantidos em segurança e que o Órgão não fornece qualquer dado pessoal a instituições financeiras que não sejam as responsáveis pelo pagamento da aposentadoria.

O Ministério da Previdência orienta que os segurados procurem a ouvidoria ou liguem para no número 135 se desejarem registrar alguma denúncia. Leia também a melhor opção de empréstimo é o Consignado

Comente aqui !